Escolha uma Página

Adaptado de Luis Tamayo para Ouishare Magazine

Tradução Thayna Meirelles

Você tem uma equipe muito qualificada com pessoas maravilhosas, mas te dá a sensação de que você não está aproveitando de todo esse talento? Você aprende muitas coisas nos corredores, enquanto a comunicação interna da sua equipe é um caos? De acordo com muitos estudos, cerca de 60% dos trabalhadores não está feliz com seu trabalho. Por que será? Por que as melhores pessoas da sua empresa estão indo embora e te custa horrores atrair novos talentos?

Talvez seja porque nós continuamos trabalhando sob a influência de modelos que nasceram no século XIX, com a revolução industrial e desde então, as coisas mudaram radicalmente. Você pode até não saber, mas já existem milhares de organizações, em todo o mundo, que estão trabalhando fundamentadas em novas estruturas, modelos, metodologias e ferramentas adaptadas e projetadas para uma nova realidade.

 

Como é este novo ecossistema de trabalho?

Líquido e acelerado

As organizações e o trabalho foram projetados para crescer em um ambiente seguro e estável que se moviam lentamente. Agora, crescem as organizações que são capazes de ser ágeis, plásticas e rápidas.

Quanto custa para a sua organização fazer mudanças? Quanto custa mudar o ritmo e a direção em função das necessidades de cada momento? Quanto custa tomar decisões e iniciar um novo projeto?

Como é o trabalhador que acrescenta valor neste novo ecossistema de trabalho?

 

Talentoso e empoderado

O trabalhador mais rentável era alguém que sabia fazer bem suas funções, que dificilmente mudavam durante o curso da sua carreira, e que não questiona as ordens. Agora, o trabalhador eficiente é aquele que é capaz de se adaptar a diferentes situações, mudar, é capaz de ser criativo e resolver problemas para enfrentar os novos desafios, é capaz de assumir o controle e responsabilidade, propõe novas iniciativas.

Você tem uma equipe de pessoas que são capazes de transcender suas funções ou simplesmente fazem o mínimo necessário no escritório? Você tem sido capaz de oferecer ferramentas e espaço para que os talentos proativos possam se desenvolver sem se frustrar ou entrarem em apatia?

 

Talentoso e com propósito

Se assumirmos que o trabalho é um meio para receber um salário, a maior motivação é essa, econômica. De acordo com vários estudos realizados em todo o mundo, o novo talento, o novo trabalhador está consciente de que o trabalho é mais do que apenas um lugar para chegar e sair, certo ou errado, para ganhar dinheiro. O trabalho ocupa o maior tempo da nossa vida, e para ser feliz no trabalho precisamos de um ambiente onde possamos desenvolver nosso talento, e onde os valores e princípios pessoais possam ser amplificados.

Que grau de comprometimento e engajamento há entre seus funcionários e a empresa? Você é capaz de criar na sua organização, as condições para que os talentos possam brilhar, e se auto realizar? Sua empresa é capaz de oferecer as pessoas que a compõem um sentimento de pertencimento e identidade com um projeto alinhado com seus valores?

 

 

A eficiência, a produtividade, a criatividade e a inovação empresarial … cada vez mais têm a ver com estruturas de rede e gerenciamento colaborativo.

Poderíamos seguir enumerando as mudanças radicais que estão moldando o futuro (já presente) do trabalho…. O mais interessante é que existem muitas organizações que estão abordando estas mudanças, a partir da prática e do dia a dia que enfrentam desta realidade imparável.

Como me adaptar a essas mudanças, como organização, para ser mais eficiente no trabalho? Que coisas já estão funcionando e dando bons resultados? Como poderia introduzir essas melhorias na minha organização, sem que tenha um impacto negativo no meu negócio? Onde posso aprender modelos e metodologias que estão moldando este futuro do trabalho?

Precisamos abordar estas perguntas e conversar sobre estes temas também no Brasil. Nós estamos abertos, e você?